Um dia em um sonho

Havia tempo que não nos falávamos, anos talvez, já nem passava pela minha mente como sempre fazia.

tumblr_mqvr839Gw71sopvz6o1_500

Então, como se não tivesse passado nem um dia, tudo aquilo voltou, e a sensação inevitável de ir ao seu encontro. Vesti uma jaqueta, joguei algumas roupas dentro de uma mochila, peguei um ônibus até a sua cidade. Não sabia onde você morava, nunca nem te vi pessoalmente. Deixei meu instinto me levar até você.

Depois de dias procurando sem parar, decidi olhar a chuva pela janela do quarto da pensão barata. Desolada, já planejando recolher meus poucos pertences e voltar para casa, o cansaço físico já havia tomado conta do meu corpo. Então, te vi passando, feliz, de mãos dadas com uma moça bonita dos cabelos vermelhos (e como era bonita), não resisti, chamei seu nome. Me desesperei ao não saber decifrar o que passava em seus pensamentos, seus olhos refletiam angústia, e ao mesmo tempo uma felicidade imensa em me ver.

Convidei ele para entrar (e a moça dos cabelos vermelhos também), me sentia mal pela moça. Ela estava tão feliz, não sabia nada do nosso passado, não sabia nada das nossas cartas trocadas, nem das noites em claro conversando na internet até um dos dois adormecer. Eu deveria ter deixado que eles fossem embora sem perceber a minha presença, devia, mas não pude.

Conversamos por horas como velhos amigos, contei meus planos, minhas alegrias e minhas tristezas. Ele não gostou do meu quarto, e me convidou para passar a noite em sua casa para ir embora no dia seguinte. Levou a moça para casa enquanto eu pagava a dona da pensão e me despedi (levando um generoso pedaço de bolo caseiro por insistência dela, senhorinha de coração enorme). 

Caminhamos até a casa dele, conheci seus cachorros, seus gatos e sua mãe. Jantamos assistindo a novela, a mãe dele arrumou um colchão para mim ao lado da cama dele, conversamos de mãos dadas a noite toda. Incrível como o assunto nunca acabava, falamos dos livros das músicas e dos deuses, falamos sem parar e rimos. Choramos juntos quando perguntei:

– Você já pediu ela em namoro?

Ele respondeu: – Ainda não. 

Aconselhei que deveria, e então ele perguntou – Porque demorou tanto para me encontrar? Porque me deixou quando eu precisava de você? 

O dia amanheceu sem que fechássemos os olhos, enquanto tomávamos café da manhã a moça tocou a campainha. 

Dividi meu bolo com eles, a hora de pegar o ônibus de volta a casa já estava chegando. Ele me levou até o portão, me deu um beijo na testa, me disse adeus num abraço apertado, e então…

Acordei.

Era 06h00 da manhã, hora de tomar banho e ir trabalhar, tomei café (dessa vez de verdade) e conforme o dia foi passando, todo o meu sonho foi se esvaindo dos meus pensamentos. 

Quem eram as pessoas do meu sonho? Personagens de uma história que um dia pode se tornar um livro, ou um filme, ou apenas irá desaparecer.

 

vinheta

Sabe quando você está fazendo qualquer coisa, então surge uma história na sua cabeça? Aconteceu comigo e decidi dividir com vocês 🙂 ♥

Siga-me nas redes sociais! Assim pode ficar por dentro de tudo que acontece aqui no blog.
 ♥  Muitos beijos!
Anúncios

topshop-heart-clutch-520x534

 

Sentimentos deixam sequelas.
As vezes a gente tem tanto sentimento dentro do peito, que começa a ficar meio apertado, meio turbulento lá dentro, se colocar o ouvido alí perto do coração, as vezes consegue até ouvir, então aquele mar agitado começa a escorrer tudo que pode pra fora, no meus caso, saem letrinhas, palavras, sussurros… eu preciso dizer, eu tenho essa necessidade louca de falar sem parar,  essa carência, necessidade de um sorriso de bom dia, de ver meus queridos por perto !
Meu coração é meio fraco, e esses dias tenho dado muito trabalho pra ele, é trabalho acumulado, estudos prometidos (e não cumpridos), quero fazer tudo de uma vez, tudo que posso, 24h é muito pouco pra tudo que eu preciso fazer.

É muito amor acumulado, amor pelo meu novo lar, amor pelo meu cachorro, amor pelo meu namorado, amor pelos meus projetos… Quero pegar tudo e colocar dentro de uma caixinha, pra poder levar comigo, pra poder organizar… Acho que tem um furacão dentro de mim… tá tudo meio louco, meio confuso…
minhas letrinhas estão acabando
Estou meio que me afogando nos sussurros.

E tudo que eu preciso fazer é ver meu rosto refletido nesse anelzinho brilhante, ver o quanto a minha felicidade é real que tudo vai se acalmando e voltando ao normal
O mel volta a correr pelas minhas veias, a tranquilidade cresce, é assim, é meu ponto de escape, os deuses sabiam desde o dia em que eu nasci do que eu precisava, e esperaram o momento certo e mandaram dentro de uma caixinha, pra que eu possa ter 24h de abraços e carinhos
aí a explosão volta
mas é explosão de felicidade
e dessa eu gosto.

 

Achei esse texto perdido nos rascunhos de 2013… adaptei pra época atual, uma boa demonstração de quando os sentimentos começam a transbordar 🙂

 

:*

 

Siga-me nas redes sociais! Assim pode ficar por dentro de tudo que acontece aqui no blog.
 ♥  Muitos beijos!